Traduções, Artigos, Entrevistas

Posts com tag “G-vírus

Projeto G-vírus

Introdução

Este artigo falará sobre o G-vírus durante a saga Resident Evil; apresentando o máximo de informações sobre a história do desenvolvimento, como o vírus age no corpo de um hospedeiro, pessoas envolvidas e B.O.W.s criadas por ele. Sempre apresentando referências vindas dos jogos e livros.

(mais…)

Anúncios

Sherry Birkin

Sherry Birkin (Resident Evil 2)

Dados Pessoais

Idade: 12 anos
Tipo sanguíneo: O
Altura: ?
Peso: ?

Sherry é a única filha da figura central no programa G-Vírus, William Birkin. Talvez por ela não ter recebido nenhuma demonstração de amor de seus pais, ela não fala muito e parece ter dificuldades em demonstrar qualquer emoção. Depois do acidente biológico que aconteceu em Raccoon, ela foi para a delegacia procurar por ajuda como sua mãe, Annette, a havia instruído. Ela foi forçada a fugir do grupo de policiais zumbis no local.

Foi Claire Redfield, que tinha vindo para a cidade procurar por seu irmão mais velho, que salvou a solitária e desamparada garota. No início, Sherry estava completamente aterrorizada e não faria nada, mas quando ela percebeu que Claire era humana, ela baixou sua guarda e começou a trabalhar junto com ela. Porém, algo horrível estava perseguindo Sherry insistentemente enquanto ela procurava uma forma de fugir da delegacia. Era o Tyrant de produção em massa, o qual tinha sido enviado pela Umbrella para a delegacia. O objetivo de sua perseguição era obter a amostra do G-Vírus que estava dentro do medalhão pendurado no pescoço de Sherry, que foi escondida ali por seu pai. Mas Sherry não sabia que o vírus estava contido dentro de seu pertence mais valioso, e ela estava apenas tentando escapar…

Embora a perseguição do Tyrant tenha continuado, não foi a Umbrella que colocou as suas mãos no medalhão, mas sim Ada Wong, uma espiã enviada por uma organização diferente. Ela vinha esperando por uma chance de roubar o G-Vírus. Apesar de parecer que Sherry não seria mais um alvo depois que o medalhão foi roubado, as garras venenosas de uma nova ameaça a aguardavam: o monstro G, que um dia tinha sido o seu próprio pai, William Birkin. Sua mente havia sido destruída pelo G-Vírus mas ainda agindo de acordo com seus instintos paternos, ele tentou implantar seu embrião em Sherry para torná-la um veículo transmissor para o vírus.

Porém, com o bem-estar de Sherry em mente, foi Annette, mãe de Sherry e parceira de confiança de William, que permaneceu forte apenas com a menor das esperanças em seu coração. Sherry estava com uma febre muito alta, e parecia que o G-Vírus iria assumir o controle dela, mas ela se recuperou quando Claire injetou a vacina nela. Depois de escapar de Raccoon City, Sherry foi colocada sob proteção do governo norte-americano. Ela está sendo mantida a salvo, e é a única pessoa no mundo com uma resistência ao G-Vírus.


Claire Redfield

Claire Redfield (Resident Evil 2)

Dados Pessoais

Idade: 19 anos
Tipo sanguíneo: O
Altura: 1,69 m
Peso: 52,4 kg

Uma estudante universitária ativa que ama motocicletas mais do que qualquer outra coisa, Claire é a irmã mais nova de Chris Redfield e tem bastante orgulho do trabalho dele como membro do S.T.A.R.S. Ela tem uma personalidade forte, e mesmo sendo uma civil, ela pode usar de tudo, de uma faca de combate a um lança-mísseis. Quando foi procurar por Chris, ela usava uma faca em uma bainha em seu peito e carregava uma pistola. Suas habilidades de combate com uma faca e seus tiros altamente precisos são prova de que ela prestou bastante atenção nas lições de seu irmão mais velho. Além disso, sua destreza com as mãos está em par com a de Jill Valentine, e ela é uma especialista no arrombamento de trancas.

Depois que Chris foi para a Europa, ela ficou preocupada com o bem-estar de seu irmão e foi para Raccoon City investigar. Quando ela chegou, a cidade já estava destruída pelo surto do T-Vírus.
Logo, ela se viu sendo atacada por hordas de zumbis. Ela foi salva por Leon S. Kennedy, que na época era um recruta no Departamento de Polícia de Raccoon City. Pouco depois de se encontrarem, seu caminho foi bloqueado quando um caminhão tanque descontrolado explodiu.

Claire vagou pela cidade que tinha se transformado em um cenário do Inferno. Enquanto lutava para sobreviver, ela encontrou uma menina chamada Sherry Birkin e ficou determinada a escapar com ela. Então, ela identificou o plano secreto do G-vírus da Umbrella. Finalmente, cooperando com Leon, ela conseguiu escapar de Raccoon City. Mas esse não foi o fim para ela. Depois de se separar de Leon, ela continuou sua busca por Chris. Quando ela ouviu que Chris tinha penetrado no centro da organização da Umbrella, ela foi imediatamente para a Europa.

Usando um colete estampado com o símbolo de uma Valquíria, Claire se infiltrou em um laboratório de pesquisa em Paris. Mas apesar dela ter agido como uma profissional, ela logo foi descoberta e capturada pela Umbrella. Nesse ponto, Claire conhecia todos os segredos da Umbrella, então ela foi aprisionada na Ilha Rockfort. Porém, pouco depois de sua prisão, forças desconhecidas atacaram a ilha e Claire teve a chance de escapar de sua cela. Ela e Steve Burnside, a quem ela tinha encontrado na prisão, iniciaram sua fuga da ilha.
Então, depois de enviar um e-mail para Leon, ela se reuniu com seu querido irmão, Chris.

  • Claire ama tanto motocicletas que ela tem duas motos enormes. Uma das motos aparece na abertura. A outra moto pode ser vista na sua tela de ranking.
  • Em “RE:CV”, Claire veste uma roupa que facilita sua mobilidade, consistindo em um colete vermelho e uma calça jeans reta. Ela é muito atraente com seu estilo de roupa selvagem de motoqueira. A propósito, o colete que ela usou em “RE 2” ainda está em posse de Sherry.
  • Tanto o colete que Claire usou em “RE: 2” quanto o que ela usou em “RE: CV” tinham um desenho bastante ousado em sua parte de trás. O colete de “RE 2” tinha um desenho de um anjo dizendo “Feito no Céu”, que também pode ser visto na roupa secreta de Chris em “RE”. O colete em “RE: CV” mostra uma guerreira Valquíria e o slogan “Me Deixe Viver”.

HUNK

HUNK (Resident Evil 4 – Mercenaries)

Dados Pessoais

Idade: Desconhecida
Tipo sanguíneo: Desconhecido
Altura: Desconhecida
Peso: Desconhecido

Um ex-membro do Serviço de Segurança da Umbrella. Ele era parte das forças de elite enviadas para Raccoon City durante o surto, e se tornou o único sobrevivente daquela missão, uma honra cruel que lhe rendeu o apelido de “Sr. Morte”. Suas habilidades de combate de primeira classe vem do treinamento militar que ele recebeu na Ilha Rockfort sob a liderança de Alfred Ashford.

Quando o vírus apareceu pela primeira vez em Raccoon City, HUNK foi enviado para lá sob ordem secreta de um executivo da Umbrella França para se infiltrar e recuperar uma amostra do G-Vírus. Seu criador, Birkin, usou o G-Vírus para se transformar, mas HUNK recuperou a amostra com segurança. Seu paradeiro depois da queda da Umbrella é desconhecido.


A Terceira Organização

A Espiã

Quando Leon veio para a vila européia de Pueblo para procurar pela sequestrada Ashley, ele não era o único estranho no local. Mais alguém tinha ido para a vila procurar por algo; seu nome era Ada Wong.

Ada era uma espiã. Anos antes, ela tinha se infiltrado em Raccoon City nos seus últimos dias para roubar uma amostra do G-vírus do laboratório de pesquisa subterrâneo da Umbrella. Ela acabou encontrando Leon no decorrer de sua missão, contando à ele a história de que ela era uma civil procurando por seu amado, para encobrir seu real propósito. No início, ela usou Leon como um meio para um fim, mas eventualmente ela se viu encantada com a seriedade dele, e um laço começou a se formar entre eles. Ada acabou encontrando a amostra do G-vírus, mas terminou levando um golpe mortal ao proteger Leon. A beira da morte, ela foi salva por Wesker.

Seis anos depois, Wesker convidou Ada para se unir à “Terceira Organização”, na qual ela começou suas operações secretas mais uma vez sob as ordens dele. Dessa vez, o objetivo dela era obter uma amostra de uma “Plaga de Controle”. Ada interceptou um e-mail do pesquisador do culto Luis enviado para um velho amigo de universidade, e descobriu que ele estava procurando um modo de deixar o culto.

Ada ofereceu proteção a Luis em troca de uma amostra, e Luis concordou. Durante sua tentativa de se encontrar com ele, porém, Ada avistou Leon, que estava no local conduzindo sua própria investigação. Ver ele ali fez com que Ada se desviasse de sua missão, rendendo à ela uma severa repreensão de Wesker. Ele ordenou que ela matasse Leon, encorajando-a a “eliminar a distração”.

Os planos de Ada foram jogados selvagemente para fora de curso quando Luis foi morto por Saddler, e a amostra retornou para as mãos do culto. A situação logo se tornou mais caótica, com Jack Krauser jogando os Los Illuminados e a Terceira Organização um contra o outro por seus próprios motivos.

Krauser estava procurando por um modo de se libertar dos limites de seu corpo humano e se tornar o guerreiro supremo. Sua ambição tinha começado em 2002, quando seu braço esquerdo foi gravemente ferido durante a Operação Javier, da qual ele participou com Leon. Foi nessa época, também, que ele testemunhou o poder que os vírus da Umbrella tinham a oferecer. Depois do incidente, ele forjou sua própria morte e entrou em contato com Wesker, mas sua entrada para a Terceira Organização era apenas mais um passo em direção a realização de sua ambição.

Ada usou a confusão em sua vantagem, dando as costas às ordens de Wesker e trabalhando para atingir seus próprios objetivos. Algumas vezes manipulando Leon, outras vezes o ajudando… era exatamente igual o tempo que eles ficaram juntos em Raccoon City seis anos antes. Ela derroutou Krauser, que tinha recebido de Wesker a ordem de matar Leon, e então foi atrás do alto sacerdote Saddler para obter a Plaga de controle. Saddler ativou a Plaga de controle dentro dele mesmo e se transformou, mas ele não foi páreo para a equipe perfeita que eram Leon e Ada.

Depois da derrota de Saddler, Ada roubou a amostra da Plaga de controle de Leon, prometendo que iria “cuidar bem dela”. Ela então deixou a ilha antes que ela explodisse. Leon também conseguiu escapar da ilha, levando Ashley consigo.

Ada traiu a Terceira Organização, porém, e deixou Wesker com uma mera amostra de Plaga subordinada. Ela tinha sido uma agente dupla todo o tempo, agindo sob as ordens de outra organização enquanto apenas fingia servir Wesker. Foi para essa outra organização que ela entregou a verdadeira amostra da Plaga de controle.

Wesker ficou desapontado – se não inteiramente chocado – pela traição de Ada. No final, ele obteve uma amostra de Plaga de controle por outros meios, e então começou a pesquisá-la em nome de seus próprios fins.