Traduções, Artigos, Entrevistas

Posts com tag “Ada Wong

Leon S. Kennedy

Leon Scott Kennedy (Resident Evil 4)

Dados Pessoais

Idade: 27 Anos
Tipo sanguíneo: A
Altura: 1,80 m
Peso: Desconhecido
Unidade atual: Agente dos Estados Unidos

Anteriormente com o Departamento de Polícia de Raccoon City, Leon agora é um agente do Serviço Secreto dos Estados Unidos. Seu nome do meio é Scott. Ele tem um forte senso de justiça, e um calmo e usualmente imperturbável caráter, apesar de agir imprudentemente de vez em quando. Ele amadureceu consideravelmente desde os seus dias como policial novato, e agora é confiante o suficiente para fazer piadas em momentos de crise.

Quando a filha do Presidente, Ashley Graham, foi sequestrada, Leon recebeu uma missão solo de voar para a Europa para resgatá-la. O relato de uma testemunha o levou a uma pequena vila no meio de uma zona rural. Essa vila se mostrou ser o lar de um culto conhecido como Los Illuminados.

Enquanto Leon prosseguia com sua busca, se tornou claro que isso era mais do que um simples caso de sequestro-e-resgate. O fundador do culto, Osmund Saddler, planejava usar organismos parasíticos conhecidos como “Plagas” para colocar pessoas influentes de cada um dos países do mundo sob seu controle direto, e então moldar o mundo à sua imagem.

Enquanto esteve na vila, Leon se viu frente a frente com Ada Wong e Jack Krauser, duas das últimas pessoas que ele esperava ver novamente. Ele teve pouco tempo para se surpreender, porém, já que ele imediatamente se viu jogado em batalhas com monstruosos humanos transformados pelo parasita Plaga.

Leon era um de um punhado de sobreviventes do grande incidente viral em Raccoon City em 1998. Recém-saído da academia e em seu primeiro dia com o departamento, ele foi forçado a lidar com uma situação de perigo biológico e ruas dominadas por zumbis. Lá, ele encontrou Claire Redfield e Ada Wong, e trabalhou com ambas para encontrar uma saída segura. Apesar de Ada ser secretamente uma espiã contratada por uma das rivais da Umbrella, os dois gradualmente se tornaram próximos. Quando Ada foi aparentemente morta por uma B.O.W., Leon jurou que acabaria com a Umbrella a qualquer custo.

Depois do incidente, um oficial de inteligência do governo recrutou Leon para começar um treinamento para se tornar um Agente dos Estados Unidos, afirmando que um sobrevivente de Raccoon City deveria ter um potencial excepcional em força física e julgamento. Naturalmente, seu treinamento na Academia de Polícia não era o suficiente, e Leon passou por um período de intenso treinamento para reunir as habilidades para se tornar um agente. Foi durante esse período de tempo que ele descobriu que Ada ainda estava viva, e que ela tinha se unido à organização de Wesker.

Quando seu treinamento foi completado, Leon foi enviado para a América do Sul para encontrar um traficante com conexões com um ex-pesquisador da Umbrella. Seu apoio nessa missão foi Krauser, um membro do US SOCOM. Krauser tinha uma história de serviço corajoso, mas se viu superado na época diversas vezes pelo ainda mais gentil Leon. Depois de completar sua missão, Krauser foi exonerado, e mais tarde foi informado que ele morreu em um acidente.

Agora na zona rural européia em 2004, Leon vê com seus próprios olhos que Ada está realmente viva, e fica chocado em ver que Krauser também não havia morrido. Ada consegue enganá-lo e escapar com uma amostra da Plaga Mestre, mas ele destrói o culto e Krauser com ele, e traz Ashley de volta em segurança. Voltando para casa com a missão cumprida, Leon escreve o “Relatório Kennedy” detalhando tudo o que ele descobriu sobre os Ganados. O relatório é secreto, podendo ser acessado apenas pelo Governo dos E.U.A. e pela BSAA.

Cerca de um ano depois, um incidente biológico com o T-Vírus ocorreu no Aeroporto de Harvardville, na América. Leon foi colocado no comando de uma equipe de resposta especial para lidar com a ameaça, e quando ele chegou no aeroporto, ele encontrou Claire. Os dois lidaram com os zumbis e salvaram as pessoas no local, mas imediatamente depois, eles foram forçados a resolver uma série de incidentes de bioterrorismo girando em torno da WillPharma, a companhia que assumiu o lugar da Umbrella à frente do mundo farmacêutico.


Ada Wong

Ada Wong (Resident Evil 4)

Dados Pessoais

Idade: Desconhecida
Tipo sanguíneo: AB
Altura: Desconhecida
Peso: Desconhecida
Unidade atual:  Desconhecida

Uma beleza oriental que usa um cheongsam carmesim bordado com borboletas. Ela é uma excelente lutadora e uma espiã habilidosa cujo passado é um completo mistério. Até mesmo seu nome, Ada Wong, é meramente um pseudônimo.

Sob ordens de Albert Wesker, ela se infiltrou na base do culto Los Illuminados para trazer de volta uma amostra da Plaga Mestre.

Uma olhada para ela em seu longo cheongsam pode levá-lo a acreditar que ela não está preparada para ações pesadas, mas ela encontrou formas de ter certeza que sua roupa não interferiria com seu trabalho. Ela alterou o corpete para um estilo ocidental de corte baixo, e aumentou o comprimento da fenda na perna para ter fácil acesso ao seu coldre na coxa. Seus equipamentos são igualmente elegantes, como seu delicado e estiloso atirador de gancho, e granadas de flash em formato de óculos escuros. Sua decisão de se vestir com seu próprio estilo em qualquer situação é sua forma de afirmar sua feminilidade.

Ada estava trabalhando para uma rival da Umbrella Corporation coletando informações em Raccoon City quando o incidente viral ocorreu. Ela então recebeu a ordem de seu colega de companhia Albert Wesker para recuperar o G-Vírus sendo desenvolvido por William Birkin, da Umbrella. Quando ela encontrou Leon pela primeira vez na delegacia, ela mentiu sobre sua identidade para que ela pudesse usá-lo para obter uma amostra do vírus. Passando juntos por uma série de situações perigosas, porém, os dois eventualmente se tornaram muito próximos. Quando Leon arriscou sua vida para protegê-la, ela começou a se apaixonar por ele, e dentro de poucas horas ela faria o mesmo por ele. Ela levou um golpe crítico para salvar Leon de um ataque feito pela B.O.W. Tyrant, e enquanto ele a segurava em seus braços, sua respiração desacelerou.

Leon naturalmente assumiu o pior. Porém, apesar de estar gravemente ferida, Ada não estava morta. Talvez ela o tivesse enganado intencionalmente por preocupação, com medo de que seus ferimentos pudessem torná-la um fardo para ele. Ela foi para o hotel na cidade onde ela encontrou Wesker observando-a em seu computador. Ela mostrou a ele uma amostra do “G,” que ela tinha coletado do cadáver de William Birkin depois que ele injetou em si mesmo o G-Vírus. Wesker imediatamente enviou um helicóptero de resgate para tirar Ada de Raccoon City.

Seis anos depois, Ada apareceu na frente de Leon novamente. Eles estavam em lados opostos agora, mas ela ainda permaneceu próxima, ajudando ele e oferecendo conselhos quando ele estava com problemas. Em um momento ela estava atirando para ele um lança-mísseis para ajudá-lo na batalha contra Saddler, e no outro, ela estava mantendo-o sob a mira de sua arma enquanto roubava uma amostra da Plaga Mestre. Ela então deu a ele uma chave para um jet-ski para que ele pudesse escapar. É quase como se ela gostasse da natureza agora-estamos-juntos, agora-não-estamos de seu relacionamento.

Subindo a bordo do helicóptero de uma outra organização diferente daquela de Wesker, ela desapareceu com a amostra. Ela tinha afirmado tinha feito tudo aquilo para alcançar “seu próprio objetivo”, mas a natureza desse objetivo permanece envolta em mistério.


Albert Wesker

Dados pessoais

Idade: 48 anos (RE5)
Tipo sanguíneo: O
Altura: 1,90 m
Peso:  90 kg

Albert Wesker (Resident Evil 5)

Toda vez que um incidente viral ou com B.O.W.s ocorre no mundo, um homem sempre está lá, seja à frente dele ou controlando as coisas das sombras. O nome desse homem é Albert Wesker.

Após descobrir as propriedades de controle mental de certos parasitas na Europa, Wesker elaborou um plano para obter uma amostra dessas “Las Plagas” do culto Los Illuminados. Então, em 2004, ele enviou Ada Wong e Jack Krauser para se infiltrarem no culto e retornarem com uma amostra de uma Plaga de controle. Seu plano perfeito falhou, porém, quando Krauser foi derrotado por Leon, e Ada o traiu, trazendo à ele uma amostra de uma Plaga subordinada inferior. Sem se deixar abater, Wesker mais tarde adquiriu uma Plaga de controle morta através de meios alternativos.

Cinco anos depois, Wesker apareceu na África, tanto com a divisão farmacêutica da companhia Tricell quanto com uma de suas principais figuras, Excella, sob seu comando. Ele queria usá-las para transformar seu sonho em realidade: a realização do “Projeto Uroboros”.

Wesker um dia trabalhou para Spencer como pesquisador genético da Umbrella, e ele tinha herdado seu desejo há muito amado – usar o Vírus Progenitor para criar uma nova raça da humanidade. Toda a história manchada de sangue de Wesker tinha sido a serviço disso, a ambição de seu “pai”.

Como presidente da Umbrella, Spencer derramou o sangue de sua vida no desenvolvimento de B.O.W.s. Por trás de suas ações,  porém, existia uma motivação muito maior e mais aterrorizadora: usar os vírus para evoluir a humanidade, e declarar a si mesmo Deus em um novo mundo que ele mesmo criou. A realização de seu sonho, porém, iria precisar de preparação. Ele acumulou centenas de crianças com genes superiores de todo o mundo, e então as inoculou com o Vírus Progenitor para aumentar sua inteligência e dar à elas habilidades super-humanas. Esse plano foi chamado o “Projeto Wesker”, por causa do nome do pesquisador na época, e todas as crianças receberam o sobrenome “Wesker.” Essas crianças foram enviadas para todas as partes do globo, e mantidas sob atenta supervisão.

Vários anos depois, Albert Wesker surgiu novamente no Centro de Treinamento em Gestão da Umbrella em Raccoon City. Spencer o reconheceu como o pináculo do grupo já de elite das “crianças Wesker” e quis mantê-lo por perto. Spencer então executou o próximo passo do projeto Wesker: injetar todos os Wesker com um vírus experimental. Quase todos os indivíduos morreram, mas Albert fazia parte do pequeno grupo de sobreviventes. Ele então renasceu com habilidades super-humanas que o colocaram no nível de uma B.O.W.

Depois de seu tempo no Instituto de Pesquisas Arklay, Wesker se uniu às forças especiais de Raccoon City, o S.T.A.R.S. Ele serviu nominalmente como capitão da Equipe Alpha, mas estava agindo secretamente como um espião para a Umbrella. Ele sacrificou sua equipe para adquirir dados de combate das B.O.W.s na mansão nas Montanhas Arklay, mas ele não tinha intenção de entregar esses dados para a Umbrella – ao invés disso, ele queria levá-los consigo para uma das rivais da Umbrella. Seus planos foram destruídos, porém, quando Chris e Jill mataram a B.O.W., Tyrant. Pensava-se que Wesker também tinha morrido naquela ocasião, mas na verdade, sua morte foi apenas forjada, como parte do processo de se injetar com o vírus de Spencer.

Vários meses depois do Incidente da Mansão, Wesker apareceu novamente na Ilha Rockfort, liderando uma força de invasão para a rival da Umbrella. Ele roubou com sucesso o T-Veronica, e teve uma reunião inesperada com Chris, que tinha vindo salvar sua irmã mais nova.

Em 2006, Wesker trouxe um fim para o homem que o tinha criado. Chris e Jill também estavam lá para prender Spencer, mas não tinham esperança de competir com as habilidades super-humanas de Wesker. Ele brincou com os dois, e quando se preparava para matar Chris, Jill pulou sobre ele e o levou consigo para o abismo. Wesker sobreviveu, levou Jill e injetou nela a droga P30 para mantê-la sob rígido controle. No final, ele aprofundou seu envolvimento com a Tricell, na esperança de usá-la para concluir o Projeto Uroboros.

A condição de Wesker não era totalmente estável, e para mantê-la, ele tinha que injetar regularmente em si a droga chamada PG67A/W. Chris e Sheva causaram nele uma overdose dessa droga, enfraquecendo suas habilidades. Em uma última tentativa de destruí-los para sempre, Wesker injetou em si o Uroboros – uma tentativa que se mostrou inútil. Wesker foi derrotado por Chris e Sheva, e seu corpo se perdeu no fluxo de lava.


Memórias de Patrick 3

(Patrick’s Memoirs 3)

Eu tenho sido empregado do Mestre Spencer a maior parte da minha vida adulta. Porém, ultimamente, eu tenho achado suas ações incompreensíveis. Por exemplo, ele tomou todas as medidas possíveis para manter seu paradeiro oculto do restante do mundo. Por que razão, eu não sei.
Então, um dia, ele me pediu para encontrar um certo homem e dizer à ele seu paradeiro. Eu não sei por que ele desejaria tanto entrar em contato com esse homem, mas talvez ele quisesse ver se alguém poderia encontrá-lo.
O homem em questão era o Sr. Albert Wesker, um nome que eu não ouvia há muito tempo. Eu só o encontrei uma vez, e foi há mais de 10 anos.
Tenho vergonha de admitir que não me recordo de seu rosto, já que como mordomo chefe, é meu trabalho me lembrar das pessoas. O motivo, acredito eu, foram os seus olhos – aqueles olhos frios, desprovidos de sentimentos, que ofuscaram completamente suas outras características. De qualquer forma, tenho tentado fazer com que a informação chegue às mãos de Wesker, sem que ele saiba que isso só aconteceu por desejo do próprio Mestre Spencer.
Eu conheço um certo indivíduo inescrupuloso que poderia colocar essa informação nas ruas, pelo preço certo. Ele é o tipo de pessoa que não liga com quem fala. O que faz o indivíduo que encontrei tão importante é que ele trabalha para uma espiã que tem contatos regulares com Wesker.
Eu paguei esse homem (não me recordo se seu nome era Roberto ou Ricardo) mais do que ele merecia, e dei à ele o mínimo de informações necessárias para cumprir os desejos de Mestre Spencer.
Eu levei honrosamente as ordens de Mestre Spencer à cabo. Foi nesse ponto em que a situação tomou um rumo ainda mais estranho.
O mestre, ele me deixou ir, mas eu não sei por quê. Eu perguntei à ele o motivo – a única vez na vida em que eu o questionei – mas ele respondeu apenas com o silêncio.
Eu não sei o que fazer agora. Fui tomado por um sentimento de perda. Tudo aquilo que eu conheci se foi. Eu dediquei minha vida inteira a servir a Família Spencer, e agora esse livro foi fechado à força sem nenhum motivo aparente.
Os únicos que continuarão por aqui serão os nada confiáveis guardas de segurança e as pessoas aprisionadas abaixo da casa. Eu duvido muito da habilidade dos guardas em atender todas as necessidade de Mestre Spencer.
Será que ele planeja morrer? Não! Ele não é esse tipo de homem. Ele não iria querer deixar todos os seus assuntos inacabados dessa forma.
Mestre Spencer deve ter algumas grandes maquinações em andamento, que estão além de minha compreensão.
De qualquer forma, eu só posso obedecer a seus desejos e ir embora. Eu serei leal até o fim, mesmo que fazer isso possa partir meu coração.

(Há outro arquivo aqui. Parece ser uma lista de cobaias.)

Cobaias

001: Hans
002: Felicia
003: Marco
004: Jonah
005: Irma
006: Ken
007: Laura
008: William
009: Hiro
010: Derek
011: Miles
012: Alex
013: Albert


A Terceira Organização

A Espiã

Quando Leon veio para a vila européia de Pueblo para procurar pela sequestrada Ashley, ele não era o único estranho no local. Mais alguém tinha ido para a vila procurar por algo; seu nome era Ada Wong.

Ada era uma espiã. Anos antes, ela tinha se infiltrado em Raccoon City nos seus últimos dias para roubar uma amostra do G-vírus do laboratório de pesquisa subterrâneo da Umbrella. Ela acabou encontrando Leon no decorrer de sua missão, contando à ele a história de que ela era uma civil procurando por seu amado, para encobrir seu real propósito. No início, ela usou Leon como um meio para um fim, mas eventualmente ela se viu encantada com a seriedade dele, e um laço começou a se formar entre eles. Ada acabou encontrando a amostra do G-vírus, mas terminou levando um golpe mortal ao proteger Leon. A beira da morte, ela foi salva por Wesker.

Seis anos depois, Wesker convidou Ada para se unir à “Terceira Organização”, na qual ela começou suas operações secretas mais uma vez sob as ordens dele. Dessa vez, o objetivo dela era obter uma amostra de uma “Plaga de Controle”. Ada interceptou um e-mail do pesquisador do culto Luis enviado para um velho amigo de universidade, e descobriu que ele estava procurando um modo de deixar o culto.

Ada ofereceu proteção a Luis em troca de uma amostra, e Luis concordou. Durante sua tentativa de se encontrar com ele, porém, Ada avistou Leon, que estava no local conduzindo sua própria investigação. Ver ele ali fez com que Ada se desviasse de sua missão, rendendo à ela uma severa repreensão de Wesker. Ele ordenou que ela matasse Leon, encorajando-a a “eliminar a distração”.

Os planos de Ada foram jogados selvagemente para fora de curso quando Luis foi morto por Saddler, e a amostra retornou para as mãos do culto. A situação logo se tornou mais caótica, com Jack Krauser jogando os Los Illuminados e a Terceira Organização um contra o outro por seus próprios motivos.

Krauser estava procurando por um modo de se libertar dos limites de seu corpo humano e se tornar o guerreiro supremo. Sua ambição tinha começado em 2002, quando seu braço esquerdo foi gravemente ferido durante a Operação Javier, da qual ele participou com Leon. Foi nessa época, também, que ele testemunhou o poder que os vírus da Umbrella tinham a oferecer. Depois do incidente, ele forjou sua própria morte e entrou em contato com Wesker, mas sua entrada para a Terceira Organização era apenas mais um passo em direção a realização de sua ambição.

Ada usou a confusão em sua vantagem, dando as costas às ordens de Wesker e trabalhando para atingir seus próprios objetivos. Algumas vezes manipulando Leon, outras vezes o ajudando… era exatamente igual o tempo que eles ficaram juntos em Raccoon City seis anos antes. Ela derroutou Krauser, que tinha recebido de Wesker a ordem de matar Leon, e então foi atrás do alto sacerdote Saddler para obter a Plaga de controle. Saddler ativou a Plaga de controle dentro dele mesmo e se transformou, mas ele não foi páreo para a equipe perfeita que eram Leon e Ada.

Depois da derrota de Saddler, Ada roubou a amostra da Plaga de controle de Leon, prometendo que iria “cuidar bem dela”. Ela então deixou a ilha antes que ela explodisse. Leon também conseguiu escapar da ilha, levando Ashley consigo.

Ada traiu a Terceira Organização, porém, e deixou Wesker com uma mera amostra de Plaga subordinada. Ela tinha sido uma agente dupla todo o tempo, agindo sob as ordens de outra organização enquanto apenas fingia servir Wesker. Foi para essa outra organização que ela entregou a verdadeira amostra da Plaga de controle.

Wesker ficou desapontado – se não inteiramente chocado – pela traição de Ada. No final, ele obteve uma amostra de Plaga de controle por outros meios, e então começou a pesquisá-la em nome de seus próprios fins.