Traduções, Artigos, Entrevistas

Resident Evil Archives II

Bitores Mendez

Essa é a monstruosa forma assumida pelo chefe da vila Mendez depois de libertar a Plaga de Controle dentro de seu corpo. Ele usa as garras afiadas na ponta dos dois tentáculos em suas costas para atravessar seus inimigos, e é extremamente forte e obstinado.

Sua primeira forma é humana da cintura para baixo, com a Plaga se fundindo com ele da cintura para cima. Medula óssea se estende pelos lados de sua exagerada e exposta coluna espinhal na forma de horríveis e contorcidas pernas semelhantes as de uma centopeia. Sua segunda forma aparece depois que ele perde sua metade inferior. Nessa forma, a Plaga pode ser vista de forma saliente em seu cóccix exposto.

Anúncios

Chris Redfield

Chris Redfield (Resident Evil 5)

Dados Pessoais

Idade: 35
Tipo sanguíneo: O
Altura: 1,85 m
Peso: 85 kg
Unidade atual: BSAA (Divisão Norte-americana)

Chris é um membro da divisão Norte-americana da BSAA (Aliança de Avaliação e Segurança contra o Bioterrorismo), uma organização anti-bioterror estabelecida pelo Consórcio Farmacêutico Global. Como um agente com nível 10 de autorização, ele tem permissão para participar das operações e investigações de nível mais alto da divisão. Ele foi um dos membros fundadores da BSAA, e trouxe sua percepção superior, riqueza de experiências e excelente habilidades de combate para a mesa como o ás na manga da organização.

Chris recebeu da divisão africana da BSAA a informação que uma venda de B.O.W. (armas bio-orgânicas) em larga-escala iria acontecer na Zona Autônoma de Kijuju. Ele se ofereceu para se unir à Equipe Alpha em sua missão de prender o cabeça da venda, Ricardo Irving. Não era apenas uma paixão pela total erradicação do vírus que o motivava, mas também um desejo de encontrar provas da localização de sua ex-parceira, Jill Valentine, que tinha sido declarada morta anos antes.

Ele construiu seu corpo em missões anteriores por causa de seu desejo de acertar as contas com Albert Wesker. A última vez que Chris o encontrou foi durante sua missão de infiltração na propriedade de Ozwell E. Spencer. Ele tinha sido impotente contra Wesker na época, e como resultado, aquela missão se tornou a última para Jill.

Chris foi piloto da Força Aérea dos E.U.A. no passado, onde sua firme convicção provou ser sua ruína: ele se aposentou depois de uma série de conflitos com seus superiores. Ele foi treinado no uso tanto de helicópteros quanto de aeronaves de asa fixa, e exibe uma alta proficiência no uso de armas de fogo pesadas. Essas habilidades resultaram nele sendo chamado para a unidade de forças especiais de elite de Raccoon City, S.T.A.R.S. (Serviço de Resgate e Táticas Especiais), onde ele se tornou membro da Equipe Alpha. Dentro do esquadrão de elite, ele assumiu a inestimável função de PM (Point Man).  A unidade foi levada ao fim, porém, quando foi traída por seu próprio líder: Albert Wesker.

Em 1998,  o infame incidente biológico – mais tarde conhecido como o “Incidente da Mansão” – se propagou no Laboratório de Pesquisas de Arklay, e Chris foi um dos poucos sobreviventes. Depois daquele incidente,  ele foi para a Europa sozinho tentar encontrar evidências que acabassem com a Umbrella, a companhia farmacêutica que havia causado o incidente e lucrado com o desenvolvimento de armas biológicas. Em Dezembro daquele ano, sua irmão Claire foi para Paris procurar por ele, onde ela foi capturada pela Umbrella. Quando Chris voou para a Ilha Rockfort para salvá-la, ele teve uma inesperada reunião com Albert Wesker, embora o negócio entre eles tenha permanecido irresoluto.

Cinco anos depois do Incidente da Mansão, Chris e Jill viajaram para a Rússia como parte da Unidade Regional Privada de Contenção de Perigos Biológicos. Sua missão era destruir um novo tipo de B.O.W. sendo desenvolvida pela divisão russa da Umbrella, codinome T-A.L.O.S. Como os fatos mostrariam, Wesker se infiltrou nas instalações ao mesmo tempo, mas Chris e Jill nunca estiveram cientes de sua presença.

A Umbrella fechou pouco depois, mas o uso de B.O.W. em incidentes de bioterror continuou a se espalhar pelo globo. Para destruir o último legado da Umbrella, Chris e Jill se uniram a recém-formada BSAA e se tornaram parte dos ilustres “Onze Originais”.


HUNK

HUNK (Resident Evil 4 – Mercenaries)

Dados Pessoais

Idade: Desconhecida
Tipo sanguíneo: Desconhecido
Altura: Desconhecida
Peso: Desconhecido

Um ex-membro do Serviço de Segurança da Umbrella. Ele era parte das forças de elite enviadas para Raccoon City durante o surto, e se tornou o único sobrevivente daquela missão, uma honra cruel que lhe rendeu o apelido de “Sr. Morte”. Suas habilidades de combate de primeira classe vem do treinamento militar que ele recebeu na Ilha Rockfort sob a liderança de Alfred Ashford.

Quando o vírus apareceu pela primeira vez em Raccoon City, HUNK foi enviado para lá sob ordem secreta de um executivo da Umbrella França para se infiltrar e recuperar uma amostra do G-Vírus. Seu criador, Birkin, usou o G-Vírus para se transformar, mas HUNK recuperou a amostra com segurança. Seu paradeiro depois da queda da Umbrella é desconhecido.


Ashley Graham

Ashley Graham (Resident Evil 4)

Dados Pessoais

Idade: 20
Tipo sanguíneo: Desconhecido
Altura: Desconhecida
Peso: Desconhecido

A única filha do Presidente dos Estados Unidos. Sua educação na alta classe a tornou um pouco teimosa, mas ela tinha um otimismo que a tornava verdadeiramente destemida. No caminho de volta da faculdade em Massachusetts para sua casa, ela foi sequestrada por Krauser. Ele a levou para uma vila na Europa que era o lar do culto Los Illuminados. As pessoas da vila tinham enlouquecido sob o controle do parasita “Plagas”. Ela foi encontrada por Leon, que a protegeu durante inúmeros ataques de Ganados até levá-la para a segurança.

Ela já tinha sido implantada com um ovo de Plaga quando Leon a encontrou, e enquanto eles estavam fugindo, sinais da assimilação começaram a se mostrar. No início, ela estava compreensivelmente em pânico por causa do horror indizível que estava crescendo dentro de seu corpo, mas ela eventualmente se acalmou o bastante para fazer piada sobre isso, e foi até mesmo capaz de ajudar Leon a escapar de algumas lutas ela mesma. Ver sua tenacidade ao enfrentar uma situação tão cruel deu a Leon coragem para seguir em frente.

No minuto em que ela retornou para casa em segurança, talvez como resultado de seu tremendo alívio, ela começou a mostrar um intenso interesse em Leon.

Os maneirismos de Ashley são um pouco infantis, mas ela tem um senso de estilo maduro, o qual Luis Sera notou cuidadosamente quando a encontrou pela primeira vez. Seu top é um suéter sem mangas laranja colado ao corpo, sobre o qual ela amarra um prático casaco de lã marrom com um padrão de malha nas mangas. Na parte de baixo, ela usa uma saia xadrez verde com corte diagonal. O marrom acentua sua roupa em um bom equilíbrio entre seu casaco, cinto e botas, com fivelas de prata para adicionar um toque de classe.

Sua outra roupa é um conjunto branco de top e calças. A blusa é bastante reveladora, mas uma fita de seda pendurada em seu esterno adiciona um toque de elegância. A roupa é completada com um cinto na cor borgonha e um bracelete branco para combinar.


Jill Valentine

Jill Valentine (Resident Evil 5: Lost in Nightmares)

Dados Pessoais

Idade: 33
Tipo sanguíneo: B
Altura: 1,72 m
Peso: 56 kg
Unidade atual: BSAA (Divisão Norte-americana)

Jill é a parceira mais confiável de Chris, e uma colega membro da BSAA que tem estado com ele nos bons e maus momentos. Em Agosto de 2006, ela acompanhou Chris na invasão da propriedade de Spencer onde eles encontraram Wesker. Jill foi forçada a sacrificar a si mesma para salvar Chris ao arrastar Wesker para um abismo. Apesar de nenhum dos corpos terem sido encontrados, a BSAA declarou Jill morta no cumprimento do dever no dia 23 de Novembro do mesmo ano.

Na realidade, Wesker tinha sobrevivido a queda, e usou os anos que se seguiram ao seu desaparecimento para reviver Jill. Ele a colocou em crio-êxtase na esperança de usá-la como uma cobaia para os estágios preliminares de seu “Projeto Uroboros”. Ele acabou descobrindo, porém, que o corpo de Jill continha algo valioso além da imaginação de Wesker.

Anos antes, o corpo de Jill tinha sido infectado pelo T-Vírus, e esse vírus tinha sido reativado de alguma forma pelo sono gelado. Porém, ele imediatamente desapareceu de novo. Um estudo cuidadoso revelou a presença de potentes anticorpos virais dentro dela. Apesar disso eliminá-la como candidata a cobaia direta, sua resistência forneceria a chave para levar o Projeto Uroboros adiante.

Suas propriedades especiais também a tornaram uma cobaia para outro tipo de droga: o “P30” experimental da Tricell. A droga garantia a Jill habilidades super-humanas, mas roubava sua vontade própria. Agora sob o controle de Excella e Wesker, ela trabalhou contra Chris e Sheva, usando um capuz e uma máscara para esconder sua verdadeira identidade. Seu senso de justiça estava em constante conflito com suas ações como escrava de Wesker, e quando Chris e Sheva finalmente conseguiram remover o dispositivo externo de administração do P30, ela retornou completamente aos seus sentidos. Quando chegou a hora de Chris e Sheva lutarem contra Wesker e impedirem o Projeto Uroboros, Jill se uniu a Josh Stone da divisão da África Oeste da BSAA para ir ajudá-los.

Jill foi um dos “Onze Originais” membros fundadores da BSAA. Ela é bem reconhecida e respeitada como uma líder na luta contra o bioterror, e Josh ficou feliz em seguí-la quando eles lutaram lado a lado.

Como Chris, Jill foi uma sobrevivente do Incidente da Mansão, e anteriormente serviu na Equipe Alpha do S.T.A.R.S., onde ela desempenhou a função de RS da equipe (Rear Security). Antes de ser recrutada para o S.T.A.R.S., ela participou do programa de treinamento da Delta Force do Exército, onde ela recebeu instrução no desarmamento de explosivos. Ela é adepta tanto de arrombar fechaduras quanto de tocar piano, um conjunto de habilidades que se mostrou muito útil ao navegar entre as armadilhas da mansão de Spencer.

Quando os outros sobreviventes do Incidente da Mansão viajaram para a Europa atrás da Umbrella, Jill continuou sua investigação em Raccoon City. Ela acabou sendo pega pelo acidente biológico de larga-escala que ocorreu no local, mas conseguiu escapar antes da destruição completa da cidade. Jill mais tarde se uniu à missão para destruir o T-A.L.O.S. na Rússia, e o incidente na África levou sua mente e corpo aos seus limites. Sobreviver a tantas experiências é uma prova de suas elevadas habilidades de sobrevivência.