Traduções, Artigos, Entrevistas

Posts com tag “Mansão Spencer

As Cartas de Trevor

(Trevor’s Letters) 

INTRODUÇÃO

Raccoon City, uma cidade do meio-oeste americano…

Na densa floresta fora da cidade existe uma enorme mansão.
No dia 13 de Novembro de 1967, um homem solitário parou em frente do portao da mansão. Era George Trevor, um famoso arquiteto de Nova Iorque que tinha desenhado e construído essa mansão.

Como agradecimento por ter completado a construção, os milionário Ozwell E. Spencer enviu à ele um convite por escrito, pedindo que ele trouxesse sua família e viesse visitar a mansão. Trevor disse à sua esposa, Jessica, e à sua filha que estava prestes a fazer 14 anos, Lisa, para irem na frente dele e que ele iria assim que terminasse seu trabalho…

Mas quando chegou na mansão, ele não viu sua esposa ou filha em lugar algum. Trevor foi até a residência e entrou, e ele também nunca sairia de lá para ver a luz do dia novamente.

Como George e sua família desapareceram…?

Os textos que se seguem são cópias de suas anotações… São os textos que Trevor escreveu durante seus dias na mansão. Ozwell ofereceu a Trevor uma quantia inacreditável de dinheiro para projetar e construir essa residência, e ele levou um total de cinco anos para terminá-la.

Por que ele levou tanto tempo…? E… poderia ele possivelmente ter conhecido os estranhos incidentes que aconteceriam nessa mansão 30 anos depois…? A chave para resolver esses mistérios está em algum lugar de suas anotações.

E foi assim que tudo começou… Ele havia retornado à mansão mais uma vez.

O CONVITE

13 de Novembro de 1967

Depois de ter terminado meu trabalho e deixado Nova Iorque, eu finalmente cheguei à Mansão, cerca de 6 horas da noite. O hall é muito espaçoso. As escadas principais que levam para o segundo andar também são impressionantes. Todas essas coisas me fazem sentir nostálgico novamente. Elaborar o design desse lugar é o trabalho do qual eu mais me orgulho.

Do dia em que eu mostrei pela primeira vez o modelo para Ozwell E. Spencer em seu escritório, até completar a construção do edifício, se passaram 5 anos. As ordens de Spencer eram realmente difíceis e eu tive que usar toda a minha energia e engenhosidade para executá-las. À primeira vista, ninguém suspeitaria que algo estava fora do normal. Enquanto virava seu rosto para mim, Lord Spencer balançou os cabelos brancos de seus ombros.

Ele tinha uma altura impressionante, e à uma primeira vista, alguns poderiam sentir que ele tinha um nível de auto-confiança muito elevado. Ele inicialmente me informa qe minha esposa Jessica e minha filha retornaram para visitar sua tia Emma, que está doente, e então nós levantamos nossos copos e brindamos. Nós somos os dois únicos a saber os vários segredos contidos no interior desse edifício. Profundamente satisfeitos com essa cumplicidade, nós bebemos o vinho.

O BANQUETE

A sala de jantar é maravilhosa. Há uma incrível variedade de comida colocada harmoniosamente sobre a grande mesa de mogno. Quando alguém levanta os olhos, pode ver a estátua de uma deusa, no estilo “Rodin”, no segundo andar, a qual parece nos observar com desejo. Mas a despeito de todo esse esplendor, o banquete só pode ser degustado por dois convidados (Spencer e eu). Nós somos os únicos a ouvir o tranquilo ruído dos ponteiros do relógio. Ah, se ao menos Jessica e Lisa estivessem aqui!

De acordo com Spencer, elas chegaram três dias antes de mim e também apreciaram a residência. Lisa em particular se beneficiou da bondade de Spencer e pôde tocar piano entre outros. Ela tocou “Moonlight Sonata” de Beethoven (sua especialidade). Nessa noite de lua cheia onde a melodia pareceu ultrapassar o satélite que flutuava sobre a floresta que cerca a residência, Spencer teria congratulado minha esposa por esse momento soberbo. Eu imagino com orgulho que suas duas faces se iluiminaram com prazer.

SUSPEITAS

14 de Novembro de 1967

Lord Spencer me guiou pela mansão. Ele abriu as portas de muitas salas. Essas salas estavam decoradas com as mais maravilhosas obras de arte: pinturas de Da Vinci, esculturas de Rafael…

Em uma das salas o olho de uma fera empalhada tinha estranhamente brilhado, e em outra sala armaduras de cavaleiros da Idade Média estavam alinhadas em uma boa ordem próxima ao seu capitão.

Todas essas obras de arte foram obtidas por Spencer no passado e ele realmente merece ser um dos homens mais ricos da terra.
“Você gosta disso? Eu gostaria de usar essa residência como um resort, para a nova companhia. Eu imaginei isso não apenas para empregados, mas que convidados também poderiam usá-la.”

Seu projeto é criar uma companhia internacional de indústria medicinal. Ele me disse que essa companhia se chamaria “Umbrella”. Mas eu me pergunto por que ele escondeu tantas coisas nessa residência. Ele pode dizer que ele quer fazer um resort mas isso é exagero. Mesmo no caso de suas ações terem sido regidas por sua paixão.

18 de Novembro de 1967

Minha família ainda não voltou. “Estaria Tia Emma tão doente?”. Eu duvido. O telefone não está instalado, o que não é muito conveniente. Eu fui até o terraço do segundo andar para clarear minha mente. Corvos, empoleirados em um trilho, olharam para mim e deram estranhos grasnidos.

Eu tive uma intuição negra. Eu frequentemente tinha a estranha impressão de estar sendo observado… Eu vi algo impressionante, em um pequeno pátio. Era uma escada que levava à uma entrada subterrânea, a qual estava escondida atrás de uma cachoeira. “Isso não é meu trabalho. Quem foi que construiu isso então??”

Enquanto eu me questionava, três homens vestindo blusas brancas apareceram abruptamente enquanto diziam: “Quem é você? Você não pode andar por aí livremente”.
E eles me levaram.

DÚVIDA

20 de Novembro de 1967

Não há sinal da espingarda que minha esposa deu de presente de aniversário para Spencer. Eu estou fumando um cigarro na sala em que a espingarda quebrada pode ser encontrada, e imagino que ela pode enganar pessoas idiotas e passar pela original. Eu me pergunto: Quem trocou a espingarda de Spencer por esta espingarda inútil, e por quê?

Nem minha esposa e nem minha filha retornaram, e eu estou começando a ficar muito preocupado. Meu rico empregador me informou que minha família e eu não podemos mais permanecer na mansão e quando eu sugeri que eu poderia me unir à elas amanhã, ele disse que era inútil me preocupar desse modo.

21 de Novembro de 1967

Juntei minha bagagem e alguém me levou até uma sala enorme sem aberturas, no primeiro andar, reservada para as recepções. Como o Lord não tinha chegado ainda, eu fiquei observando as pinturas na companhia de um homem de blusa branca. Ele era um dos três homens desconhecidos no terraço.

“A vida é rica e curta”. Nas pinturas, que estavam expostas na parede, o tempo era representado pela vida de um homem, de seu nascimento até sua morte.

“Sua família morreu, agora”, sorriu o homem enquanto me olhava maliciosamente. O tempo pareceu parar. Do que ele estava falando? No mesmo instante eu senti uma dor terrível na minha nuca, e eu desmaiei sobre o chão.

1ª DETENÇÃO

24 de Novembro de 1967

Como ele pode ter se tornado esse tipo de homem? O que aconteceu aqui? E qual é o objetivo dessa companhia chamada “Umbrella”? Eu fui aprisionado nessa sala e o tempo passou devagar. “O objetivo é manter tudo isso em segredo, e já que você é um desconhecido…” Um dia, um homem de blusa branca disse isso para mim enquanto trazia uma comida revoltante.

Que segredo é mais importante do que a vida humana?
Lord Spencer e eu somos os dois únicos que conhecem os segredos dessa mansão, e se eu morrer, ele será a única pessoa detentora desse conhecimento. É por causa disso que nós temos essas criaturas que perambulam pelos locais da Mansão? Eu não posso permanecer aqui e ser devorado, ou pior. É necessário que eu escape daqui.

A questão é saber se, desde o começo, eu não estava simplesmente construindo a minha própria prisão. Quando eu estava criando essa mansão, e de acordo com o estranho fascínio de Lord Spencer por enigmas, eu concebi um meio de escapar para qualquer um que se encontrasse preso aqui.
Parece que Lord Spencer quer testar esse método em mim…

Agora, uma dessas incontáveis criaturas que infestam o chão e o teto caiu do teto em cima do meu corpo. Por uma razão desconhecida, eu pareço atraí-las. Eu saltei instintivamente para trás e enquanto eu me levantava pisei sobre um grande número delas. O que são essas criaturas? Aranhas?

27 de Novembro de 1967

Eu finalmente consegui escapar dessa sala. Mas ninguém pode sair da Mansão em um estalar de dedos. Você precisa dos brasões, do olho que falta na estátua do tigre e do emblema de ouro. Eu não posso me ocupar em procurar mais nada! Eu não tenho tempo para isso.

2ª DETENÇÃO

28 de Novembro de 1967

Não consigo encontrar palavras para isso. Uma planta, absurdamente gigantesca, ocupa uma sala inteira. Deus não poderia ter criado uma coisa dessas.

30 de Novembro de 1967

É impossível escapar. É impossível sair dessa sala. Um laboratório fantasma, que leva a um tipo de caverna subterrânea sem uma saída visível. E finalmente, eu encontrei: um dos sapatos de salto alto e a memória, de que por trás de tudo isso eu encontrarei uma passagem. Jessica. Estariam minha esposa e minha filha sujeitadas ao mesmo destino que eu? Não, eu vou escapar à todo custo, como elas fizeram antes de mim.

DESESPERO

5 de Dezembro de 1967

Minha garganta está desidratada. Eu não como por muitos dias e eu não sei por quanto tempo eu ainda vou resistir. Eu estou enlouquecendo.

Por quê? Por que eu sou como um rato de laboratório, tentando desesperadamente encontrar a saída do labirinto. Minha fascinação pela anormal arquitetura dessa residência seria tão repreensível?

7 de Dezembro de 1967

Eu estou em um escuro e molhado túnel subterrâneo secreto. E aqui, subitamente, algo monstruoso bloqueia meu caminho… Eu risco meu último fósforo com a mão trêmula. Uma lápide está aqui com meu nome gravado nela. Que tipo de psicopata faria uma coisa assim?

“George Trevor” não sou eu? Spencer calculou desde o início, que eu viria até aqui e daria meu último suspiro, e preparou meu túmulo. Conseguindo, com sucesso, afastar minha atenção de todo meio de fuga possível. Jessica, por favor, me perdoe. Tenho pouco tempo… É só o tempo que falta antes de me unir a você no paraíso.

George Trevor


Fonte: The True Story Behind Biohazard, 1996, Japão.
Tradução Inglês/Português: Davi Redfield
Tradução da introdução por Björn, do THIA.
Tradução baseada na transcrição de CowboyFromHell, do site The Lost Files.


Convite por Escrito

(Written invitation)

Para meu amigo, George Trevor,

Você colocou um grande esforço na construção dessa bela mansão. Já se passaram três meses desde que eu me mudei para cá. É um lugar realmente adorável.
O ruído do caçador vêm pela manhã e eu sou saudado pelo uivo dos lobos à noite.
… Mas há algo que não está certo aqui.
Então, eu gostaria de lhe perguntar. Por que você não vem visitar a mansão mais uma vez?
Você e sua família, é claro.
Nós devemos nos encontrar, meu velho amigo. Eu gostaria que você viesse.

Um grande banquete será preparado e estará esperando por você.

9 de Outubro de 1967.

Sinceramente,

Ozwell E. Spencer.


Carta da Esposa de Trevor

(Letter from Trevor’s Wife)

Nessas felizes férias, uma má notícia chegou até nós. Eu me sinto triste, por que nossa querida tia Emma está doente.
Tia Emma parece estar vivendo próximo dessa mansão, então Lisa e eu decidimos ir visitá-la. Isso é realmente uma pena, faz tanto tempo desde que nós tiramos férias juntos.

Mas não se preocupe, nós voltaremos em 2 ou 3 dias.

De sua esposa,

Jessica Trevor

12 de Novembro de 1967.

P.S.

Graças à grande bondade do Sr. Spencer, nós temos permissão para tocar o piano na mansão. Nossa Lisa estava muito feliz, ela me disse que queria tocar Beethoven.

Mas nossa filha não consegue se lembrar onde ela colocou seu importante livro de música…

Onde ele está exatamente…?


Carta de Trevor 1

(Trevor’s Note 1)

13 de Novembro de 1967

Eram 6 horas da tarde quando eu terminei meu trabalho, Lord Spencer chegou à mansão, e nós nos alegramos com nossa reunião.
Na brilhante e espaçosa sala de jantar, vários tipos de comidas deliciosas estavam sobre a mesa.
A deusa nos observava do alto, ela parecia com ciúmes.
Mas eu não acho que vou descê-la até aqui…
E, eu tenho um pequeno presente para essa garota extraordinária…

Mesmo assim…

O relógio faz seu tique-taque em silêncio, me fazendo sentir meio solitário. Minha família chegou aqui um pouco mais cedo, minha esposa me deixou uma mensagem que dizia que minha tia estava doente, e elas foram visitá-la.
Bem, então eu acho que terei que esperar aqui até elas retornarem.

Apesar disso, pelo menos eu posso desfrutar da deliciosa comida e dos vinhos, e dessas maravilhosas artes na mansão. Elas irão me ajudar a afastar meu sentimento de solidão.

George Trevor.


Relatório de Nicholai

13 de Outubro de 1998

Para: Lord Ashford, Comandante-Em-Chefe, Prisão da Ilha Rockfort.

De: Nicholai Ginovaef, Comandante da UBCS.

Sir Alfred,

Conforme seu pedido, eu estou enviando essa carta para relatar as informaçõs que eu consegui reunir durante os eventos que ocorreram na cidade que foi recentemente esterilizada por um bombardeio nuclear, Raccoon City. Esse documento também contém um aviso endereçado a todas as filiais da companhia a respeito dos membros sobreviventes da unidade do S.T.A.R.S. do Departamento de Polícia de Raccoon City. O acrônimo significa “Serviço de Resgate e Táticas Especiais”.

Como ordenado, eu liderei minha equipe de resgate do Serviço da Umbrella de Contramedida à Ameaças Biológicas para a zona de quarentena para enfrentar a população infectada em combate armado. Eu obtive sucesso em convencer meus homens a acreditar que nós estávamos nos infiltrando na área contaminada para tentar encontrar e resgatar civis não-infectados durante a crise. Como esperado, a equipe inteira foi morta durante o combate com os monstros infectados pelo T-Vírus. O T-Vírus tinha se espalhado tão rapidamente entre um grande número da população que a equipe do U.B.C.S. foi rechaçada, quase imediatamente depois de chegar de helicóptero. Em adição à pouca quantidade de dados sobre as Armas-Bio-Orgânicas que eu fui capaz de obter, a reduzida duração de tempo que levou para os zumbis acabarem com minha equipe deve fazer você e o Conselho se sentir seguros quanto ao sucesso do T-Vírus da companhia.

Durante a crise da contaminação, eu consegui investigar o Escritório de Vendas da Umbrella que serviu como operação de frente em Raccoon City e procurar arquivos contendo as seguintes informações:

1. A contaminação inicial foi causada por um vazamento do T-Vírus na Mansão Spencer. Eu não fui capaz de determinar a causa exata do vazamento, mas documentos especulam que o Dr. James Marcus, que havia sido declarado morto muitos anos atrás, pode ter orquestrado o acidente. Dr. Marcus teria morrido {uma segunda vez} no dia anterior à destruição da mansão.

2. O pesquisador da Umbrella, Albert Wesker, executou fielmente suas ordens para acobertar o incidente da mansão e liderar os membros do S.T.A.R.S. para o local, para enfrentar a B.O.W. em combate. Porém, vários membros da equipe do S.T.A.R.S. conseguiram escapar da mansão antes que Wesker destruísse a instalação. Wesker foi dado como morto, tendo sido morto por seu próprio amado protótipo, Tyrant.
Porém, nós dois sabemos que essa informação não pode ser verdade. Wesker provavelmente está vivo. Sua falha em contactar a Umbrella após o incidente significa que ele está trabalhando com outras agências, ou para si mesmo, como um operativo renegado.

3. Os membros do S.T.A.R.S. que escaparam da mansão tentaram revelar ao público informações sobre o envolvimento da Umbrella Inc. no incidente do vazamento. Os membros sobreviventes dessa unidade da polícia são Chris Redfield, Jill Valentine, Barry Burton e Rebecca Chambers. Eu encontrei a garota, Valentine, enquanto estava na cidade infestada. Se ela foi capaz de escapar da cidade antes do ataque do míssil nuclear, isso significa que ela foi habilidosa o suficiente para sobreviver à dois vazamentos do T-Vírus! Se o resto dos membros do S.T.A.R.S. forem tão talentosos quanto ela, então essas pessoas representam a ameaça mais alta possível às operações e pesquisas da Umbrella em andamento. Eles devem ser encontrados e eliminados imediatamente.

4. O segundo vazamento do T-Vírus foi causado por condições sanitárias inadequadas na instalação da Umbrella responsável pela eliminação de materiais de pesquisa, cujo codenome é “Dead Factory”. No futuro, a companhia deve tomar grandes precauções ao se livrar de cobaias de testes virais.

5. A Unidade de Forças Especiais da Umbrella enviada para bter o novo G-Vírus do Dr. William Birkin foi elimanada, como temia-se. Eu encontrei seus corpos nos esgotos. Aparentemente, Birkin injetou o seu vírus em si mesmo, e se transformou em um monstro. Então ele caçou e matou os agentes das Forças Especiais. Apenas um homem, um pouco viril e durável cujo codenome é “HUNK”, foi capaz de escapar com uma amostra. Ele não conseguiu recuperar o antídoto do G-Vírus. Sua atitude ruim a respeito do incidente foi inserida em seu registro pessoal. O agente “HUNK” irá se apresentar para reparação do dever na Ilha Rockfort, como solicitado.

6. Uma garota chamada Claire Redfield se infiltrou no laboratório de Birkin e obteve o antídoto do G-Vírus. Porém, ela o usou para salvar a criança de Birkin. Aparentemente, Birkin infectou a sua própria filha. A garota foi salva, mas esse comportamento estranho do indivíduo G-virulento deve ser estudado mais a fundo antes que mais experimentos sejam conduzidos.

Além disso, eu devo avisá-lo sobre uma possível ameaça a todas as instalações da Umbrella. A checagem do histório solicitada pelo Sr. Spencer confirma que Claire Redfield é a irmã mais nova de Chris Redfield. Ela pode ter entrado em Raccoon para procurar por seu irmão. O paradeiro atual de Chris Redfield e Claire Redfield é desconhecido.
Pode ser previsto que se a irmã ainda não encontrou o irmão, ela irá continuar a procurar por ele entrando em outros prédios e instalações da Umbrella.
Por favor, prepare seus soldados para essa ameaça, para que os irmãos Redfield não se infiltrem na instalação da Ilha Rockfort sem serem detectados.

Sinceramente,

Nicholai Ginovaef

Comandante da U.B.C.S.

– Extraído do Relatório de Nicholai Ginovaef; 13/10/98

Fonte: Resident Evil CODE: Veronica X Official Strategy Guide, Brady Games

Tradução: Davi Redfield
Transcrição: Project Umbrella