Traduções, Artigos, Entrevistas

Umbrella

 A Destruição de Raccoon City

Bem vindo a Raccoon City

O desastre atingiu a Umbrella em Julho de 1998. O T-Vírus vazou do Centro de Treinamento em Gestão da Umbrella nas Montanhas Arklay e se espalhou ferozmente pela floresta que cerca Raccoon City. O homem responsável pela contaminação era James Marcus. Embora tivesse sido assassinado em 1988, ele foi trazido de volta dos mortos por uma sanguessuga construtora que ele havia criado com o T-Vírus, e foi se vingar da Umbrella pelo roubo de sua pesquisa.

Mais tarde, em Setembro de 1998, insetos e pequenos mamíferos carregaram uma nova contaminação do T-Vírus para dentro da própria Raccoon City. Seus cidadãos foram quase todos transformados em zumbis, e os poucos que permaneceram não infectados foram pegos em uma situação desesperadora com pouca esperança de escapar. As forças da lei da cidade foram destruídas, e quando a Umbrella enviou a sua própria U.B.C.S. (Serviço de Contramedida a Perigos Biológicos da Umbrella)¹ para procurar por sobreviventes, eles também foram eliminados. No fim, o governo americano foi forçado a declarar lei marcial na cidade.

Míssil atingindo Raccoon City (Resident Evil 3: Nemesis)

Em Outubro de 1998, não havia como negar mais a gravidade da situação, e o congresso aprovou a “esterilização” de Raccoon City. Os militares lançaram um míssil estratégico no centro da cidade, destruindo os infectados e o vírus em um só golpe. Este plano resultou no sucesso da contenção do surto, mas muitos consideraram o sacrifício de 100.000 vidas um preço muito alto a se pagar.

Seguindo a esterilização, o governo imediatamente ordenou o decreto de suspensão de negócios da Umbrella, a qual eles consideravam responsável pelo incidente. Em protesto, o presidente da Umbrella Spencer reuniu uma equipe de defensores legais de ponta e lançaram uma ação judicial contra o governo. Os posteriores “julgamentos de Raccoon” colocaram em questão o testemunho dos sobreviventes, alegando que o governo havia os coagido para caluniar a Umbrella, e que o plano de esterilização foi uma conspiração do governo para destruir evidências de seu próprio envolvimento. Assim como Spencer havia planejado, a teoria da conspiração  funcionou.

Porém, ao passarem-se os anos, a Umbrella começou a perder terreno na batalha legal. O golpe final veio em 2003 após um surto de risco biológico na região do Cáucaso na Rússia. Uma fonte anônima enviou ao governo arquivos secretos dos computadores da Umbrella provando que ela estava por trás do incidente em Raccoon City. Contrariando todas as maquinações do Spencer, a ação judicial da Umbrella foi julgada improcedente.

As ações da Umbrella despencaram após essa decisão, e os consumidores perderam completamente a fé na marca. No fim, a companhia foi forçada a declarar falência.


1 – Umbrella Biohazard Countermeasure Service, no original.


Artigo de Jornal sobre a Queda da Umbrella

Filial Doméstica da Umbrella se Dissolve

TÓQUIO, JAPÃO: Hoje, a filial japonesa da corporação multinacional Umbrella Pharmaceutical Incorporated anunciou sua dissolução e começou a liquidar espólios. Sua matriz declarou falência no início da semana.

Umbrella chega ao fim

A Umbrella estabeleceu sua filial japonesa em 1984 com o propósito inicial de importar produtos farmacêuticos desenvolvidos na América. Em 1987, completou-se o Centro de Pesquisas da Umbrella no Japão, que usou biotecnologia para obter pesquisas independentes e desenvolvimento de produtos farmacêuticos.

As ações da Umbrella têm estado em declínio desde as acusações a respeito da “Tragédia de Raccoon City” em 1998, e o dano à imagem pública causou a estagnação de suas vendas. Com a Umbrella  recentemente se encontrando sujeita a numerosos processos contra ela a respeito da mesma tragédia, a empresa foi forçada a declarar falência.

A filial japonesa da companhia procurou por novas fontes de financiamento nas últimas semanas, mas não recebeu ofertas de companhias farmacêuticas ou outras companhias no país ou no exterior. A decisão de fechar foi tomada sob a luz deste fato.

(Extraído da edição matinal de um certo jornal, 15/3/2004)

Colapso da Subsidiária da Umbrella no Japão

Memorando a respeito da liquidação corporativa (14/3/2004)

Este é um memorando para informar a vocês da decisão feita na 10ª reunião de Março do conselho de diretores. Nós decidimos dissolver nossa companhia em razão da declaração de falência pela nossa matriz, Umbrella.

Nós reconhecemos o trabalho duro por parte de todos os nossos empregados para manter nosso empreendimento rentável, mas com a estagnação de nossas vendas em decorrência do incidente de 1998 em Raccoon City, E.U.A., e nossa companhia mãe tendo sido sujeitada a inúmeros processos judiciais, nós julgamos impossível continuar na produção.

Nós estivemos procurando prontamente por uma nova companhia matriz para a qual pudéssemos transferir nossos projetos, mas nossos esforços se provaram infrutíferos. Não temos outra escolha se não fechar as portas.

A liquidação dos espólios da companhia será manuseada por Akitaka Igurashi (ex-diretor de administração da Umbrella Japão).

Permita-me tomar um último momento para agradecer todos vocês pelo seu trabalho duro e apoio a nossa companhia até o fim.

Umbrella Japão, Inc.

Akitaka Igurashi, Diretor de Administração

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s