Traduções, Artigos, Entrevistas

Memórias de Patrick 1

(Patrick’s Memoirs 1)

Por um momento, parecia que Mestre Spencer recuperaria sua antiga saúde, mas o destino não foi tão gentil, e agora ele se limita a ficar em seu estúdio por dias a fio. Faz dias desde que eu o vi fazer suas refeições na sala de jantar. Eu tenho me esforçado para preparar as refeições que ele mais gosta, e as levo todos os dias para o estúdio. Infelizmente, ele não tem força para comer nada além de sopas e outros líquidos.

Não me lembro de um momento na história dessa família em que a situação esteve tão terrível quanto está agora. Nas gerações passadas, a Propriedade Spencer foi frequentada por algumas das mais bem-relacionadas socialites européias. Agora, só restaram funcionários esqueléticos para cuidar de um homem que se mantém virtualmente isolado em uma de suas muitas residências.
Minha família tem estado a serviço da Família Spencer desde o tempo de seu bisavô. Esse rápido estado de declínio seria inimaginável, mesmo uma geração atrás.
Eu me lembro com afeto dos dias de minha juventude; mas que agora parecem ter acontecido uma vida atrás. Isso foi cerca de 50 anos atrás, quando meu pai era o mordomo-chefe dessa residência. Nessa época, eu estava aprendendo suas funções para sucedê-lo, e sempre havia alguma tarefa ou recado que me mantinham correndo pela casa.

Eu me lembro como Lord Ashford, outro aristocrata membro de uma família célebre, e um dos colegas de escola de Mestre Spencer, Doutor Marcus, encontraram refúgio do calor do verão nessa propriedade. Meu pai e eu os acompanhamos e fizemos o nosso melhor para ver o que eles queriam, pra nada.
Talvez por que eu fosse a pessoa mais jovem por perto, eles ficavam me provocando como se fosse um deles. Eu me lembro de quando Lord Ashford me ofereceu o primeiro conhaque que tomei em minha vida. Foi no segundo andar da sala de jantar, atrás das estátuas de pedra alinhadas na sala. Eu nunca esquecerei o aroma doce que chegou às minhas narinas quando ele abriu a garrafa. Mas esses momentos tão queridos são apenas memórias agora. Lord Ashford, Doutor Marcus, e é claro, meu pai, estão todos mortos. Apenas Mestre Spencer ainda está vivo, e eu temo que lhe restem poucos dias de vida.
Quando Mestre Spencer morrer, esse será o fim de sua ilustre família, assim como o fim do serviço de minha família à ela. Agora, só me resta esperar pelo inevitável.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s